O NIPI é um espaço de cuidado, de escuta e de pesquisa dos processos ligados à constituição da subjetividade de crianças de 0 a 3 anos.

Este Núcleo atua em dois campos: Um campo clínico que trabalha com o que já é configurado como impasse ou manifestações que indicam dificuldades na constituição da subjetividade. São propostos atendimentos:

  • ao par pais-crianças;
  • atendimento em grupo de crianças;
  • grupo de pais;
  • acompanhamento com a equipe escolar;
  • acompanhamento com outros profissionais que atendem a criança.

O segundo campo refere-se aos objetivos de promover espaços de cuidados com a primeira infância. São oferecidos encontros para que pais, cuidadores, avós  e as crianças (de 0 a 3 anos) possam ter a ajuda de profissionais para falar sobre suas dúvidas sobre os cuidados com as crianças e sobre suas inquietações. Os profissionais também estarão atentos às crianças para ajudá-las nas suas relações com seus cuidadores com com as outras crianças.

Durante muitos anos o Lugar de Vida reuniu crianças em grupos terapêuticos, acumulando assim uma experiência que permitiu perceber como as crianças ajudam umas às outras.

Essa experiência levou-nos ainda a propor outras formas de encontro entre as crianças, sempre visando propiciar trocas terapêuticas entre elas.

O Clubinho é uma dessas novas formas. Da ideia de “Clube” estamos extraindo uma proposta de encontro entre amigos nos quais se realizam atividades gostosas e “sem compromisso” de aprendizagem ou de obrigação de “ir-seriamente-para-um-tratamento-que-você-precisa-fazer-para-melhorar-seu-comportamento”.

Quando as crianças encontram seus amigos, muita coisa pode acontecer. Nós do LV queremos deixá-los juntos e ir acompanhando, reconhecendo, nomeando essas coisas que se passam entre eles. Ao mesmo tempo, vamos propondo, propiciando ou provocando as condições para que elas ocorram.

São coisas que só uma criança pode fazer com a outra, e que nós adultos não fazemos tão bem como uma criança. Brincar, ser o melhor amigo, rejeitar, brigar, identificar-se, mostrar caminhos diferentes para lidar com os conflitos, com o sofrimento, “trocar” sintomas e defesas entre si.

O encontro entre crianças é um encontro entre iguais, mas permite ao mesmo tempo fazer aparecer o que há de diferente em cada uma delas. O irmão e o colega estão no mesmo plano, mas essa pequena diferença obriga cada um a encontrar seu lugar próprio.

As crianças poderão fazer atendimentos terapêuticos individuais ou mesmo grupais no LV ou em outros lugares, mas seu encontro com outras crianças no Clubinho virá somar-se ao que ela faz nos tratamentos ou na escola, já que ali estará sendo tratado especialmente o laço de cada criança com seus semelhantes.

No Clubinho haverá uma média de 8 crianças por encontro. Eles ocorrerão duas vezes por mês, aos sábados pela manhã, e os pais precisarão nos avisar em que dias levarão seus filhos, para viabilizar o projeto. O encontro ocorrerá sempre com um mínimo de 4 crianças.

Confira todos os tratamentos: